23 de ago de 2012

A Hospedeira



Título: A Hospedeira.
Autora: Stephenie Meyer.
Editora: Intrínseca.
Gênero: Ficção científica que não parece ficção científica




Sinopse:
Melanie Stryer se recusa a desaparecer.
Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaran hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas , enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo.
Quando Melanie, um dos humanos "selvagens" que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a "alma" invasoradesignada ao corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de vider dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persístênciadas lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente.
Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam.

Acho incrível como a tia Steph soube misturar de uma forma excelente fantasia, ficção científica, romance e brigas, no fato de que personagens principais (Mel e Peg) estão interligadas e desconexas uma a outra e em como a autora mostra um outro ponto de vista da sociedade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário